12 de setembro de 2014

Mas há mulheres sublimes. Na arte.

Não sei qual o motivo de ter por vezes sentimentos mais fortes por estátuas, que por pessoas.
A escultura tem em mim um efeito tão prazeiroso, tão alegre e tão profundo, intimo, que sou capaz de ficar muito tempo a olhar para a representação artística que alguém, de forma mais ou menos perfeita, às vezes imperfeita, escusada mesmo, faz de outro alguém, real ou imaginário.
Gosto de desenhos, gosto dos grandes quadros do Louvre, que me sugam e engolem, e me transportam como um livro bom para o meio da cena, sou até capaz de lá estar por momentos, perdida na trama, no drama e no trauma daquela imagem, mas não consigo lá ficar muito tempo.
Percebo aquela arte, entendo a criatividade de quem a pinta, mas os olhos espasmam, plasmam e não se envolvem totalmente na tela lisa. Preciso da forma. Talvez por isso considere a escultura, assim como a arquitetura, uma criação maior, a arte feita, um produto totalmente realizado, completo na essência criativa.
E sou louca, cada vez mais louca, por escultura urbana, erótica, de pedra, bronze, ferro, ou betão.
As grandes obras.
Não sei porquê, mas ao ver uma escultura perfeita, cresce-me uma fé que não é humana, e regozijo-me muito, porque penso que quem consegue fazer aquilo de forma tão prazeirosa para mim, tão vibrante, é alguém capaz de conseguir de forma metafísica um poderoso amor pelo ser humano, e depois, de forma extraordinária, transportar através da obra o seu sentimento por ela, para quem a vê.
Digam lá se isto não é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o.















10 comentários:

  1. E depois há disto no meu Ribatejo...

    https://www.google.pt/search?q=estatua+alpiar%C3%A7a&espv=2&biw=1049&bih=769&tbm=isch&imgil=UYn93ypiUZjWrM%253A%253BqNpkkZG2J5Z7aM%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fnonio.ese.ipsantarem.pt%25252Faejoserelvas%25252Findex.php%25253Foption%2525253Dcom_content%25252526view%2525253Darticle%25252526id%2525253D111%25252526Itemid%2525253D168&source=iu&pf=m&fir=UYn93ypiUZjWrM%253A%252CqNpkkZG2J5Z7aM%252C_&usg=__uFzsum6liW8OILoc-Yvp2wczryc%3D&ved=0CDMQyjc&ei=QOwSVKS7Go3iaunbgvAH#facrc=_&imgdii=_&imgrc=UYn93ypiUZjWrM%253A%3BqNpkkZG2J5Z7aM%3Bhttp%253A%252F%252Fnonio.ese.ipsantarem.pt%252Faejoserelvas%252Fimages%252Fstories%252Falpiarca%252Festatua.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fnonio.ese.ipsantarem.pt%252Faejoserelvas%252Findex.php%253Foption%253Dcom_content%2526view%253Darticle%2526id%253D111%2526Itemid%253D168%3B500%3B375

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É lécas! Está aí uma obra e peras, uvas neste caso. Estou maravilhada.
      Pelo menos é melhor que isto: http://www.origens.pt/explorar/doc.php?id=7113

      Eliminar
  2. E depois também há disto na minha terra.

    http://www.youtube.com/watch?v=aPiGkBvekB0

    E se isto não são mãozinhas da mais requintada arte, então não percebo nada dela.
    E para quem que com iluminada arte a construiu. Por acaso tem aí muito trabalhinho meu
    Corvo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu pai também percebe muito disso, dessa arte dos caminhos. Não é muito bom da cabeça, mas diverte-se imenso.
      Que medo. Por acaso já tinha visto há muito tempo atrás este vídeo, precisamente através do meu pai.
      E sim, é arte. E aqueles artistas hum?

      Eliminar
    2. Tenho a certeza que sim, que se diverte imenso! :)
      E sobretudo aprende-se não só a apreciar a arte, como a conhecê-la profundamente.
      Claro que falo por mim, mas acredito que é extensivo a muita gente que sendo bom nos caminhos já não o é assim tanto da cabeça.
      Já me extasiei diante da Mona Lisa, mas não me extasiei menos com o escaravelho a rolar a sua bola de excrementos.
      Quanto a haver mulheres sublimes na Arte. Também as há fora dela. Pessoalmente, considero que basta ser mulher para ser sublime. E provo!
      Uma deu-me a vida e deu-me o peito.
      Outra deu a vida por mim.
      Outra deu-me amor e deu-me filhas.
      Mulher; A obra-prima mais sublime da Natureza.
      Um BFS:
      Corvo.


      Eliminar
    3. Estou seduzida pelas tuas palavras.
      Sou mulher.
      Obrigada.

      Eliminar
  3. Sublime, a escultura, sim. Sublimes, as mulheres, também. As de carne e osso incluidas porque delas vem a vida. Sublimes, ainda, os homens, igualmente belos, perfeitos ou não, tal como as mulheres.

    Beijinhos Marianos, Uvinha sublime! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou cada vez mais maluca com a escultura. Deve ser da idade....

      Eliminar
  4. Absolutamente deslumbrantes.
    Em particular não consigo libertar o olhar da 6.a escultura, esse delírio de ébano tomando forma, quase que apelando a um qualquer pecado ainda por nomear. Onde se encontra esse fragmento sublime do Belo?

    (diabo, não posso passar por aqui a estas horas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.giorgiobutini.it/galleria/scultura/
      Cuidado!

      Eliminar