9 de outubro de 2014

O lado mais alegre da triste vida que levo.

Há pouco, digamos que embalada por aquela coisa do Nobel e das letras e do ser maior e melhor, resolvi pousar os meus olhinhos nos camisolas amarelas da bloga.
O peixe graúdo.
Gostava de perceber o segredo dessas grandes obras blogosféricas, desses gurús da página eletrónica da vida, blogs cheios de gente, que parecem uma espécie de igrejas aos domingos, mercados e quermesses aos sábados, estádios nas finais, e galas do Secret Story.
De que fala essa gente superior? o que são por estes dias as suas preocupações? como é que um blog se transforma subitamente num exemplo de vida, num píncaro da modernidade, no lema de vida de tantos seguidores e admiradores?
Tudo me encanita. Sou um poço de dúvidas.
Fui então pela bloga fora, espreitando aqui e ali, e encontrei-me comigo.
Que sorte, pensei eu, encontrar-me assim comigo, uma pessoa tão sapiente e experiente nas questões magnas da vida.
- Uva Maria (disse-me eu com aquele ar filósofo e inteligente) estás a fazer tuuuudo mal, miúda. Escuta aqui esta amiga que te ensina como é:
E de resto, e como sempre, sabias palavras foram por mim ditas, e sábios ouvidos a escutaram.

Primeiro o mantra.
O mantra é a força, é o chamamento. 
Escreverás uma frase do Citador com letras decaídas à direita, profundas e comoventes, que verterás num papel de linho azul celeste, e para compor, uma grande fotografia com filtro instangramizado, vintage, onde se veja, além de tudo, um raio de sol celestial a inundar de luz e alma a tua linda e moderna cozinha, ao mesmo tempo que se espraia numa taça cheia de Mirtilos muito vermelhos, leite de burra e granola-miosótis, raios vibrantes de todas as cores.
Depois, envolta  numa aura poderosa, deverás produzir um post verdadeiramente belo, puro e pleno, onde imperceptivelmente crias nos outros a ânsia e o sonho de irem viver lá para casa, contigo, para que sejam assim, como tu, tão felizes e resolvidos, e ricos, e felizes, e maravilhosos e ricos, e belos, como se nada mais lhes importasse, além disso.
Deves convence-los dia após dia, com mantras que podem ser iguais todos os dias, que só assim como tu fazes, com as roupas que tu vestes, os sapatos que compras, os produtos que usas e os tampões com que enfrentas a dureza da menstruação, poderão sugar o tutano da vida, e consigam enfim, chegar um dia à tua iluminação tântrica.
Ahh, tudo é luz, tudo reluz.


Foda-se!
Onde é que eu vou agora arranjar os Mirtilos?

Título do post pedido emprestado aqui.

31 comentários:

  1. Uvinha, o mirtilos são como os blogs dos mantras, já os encontras em todo o lado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então me aguarde!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Eliminar
  2. Fiquei hipnotizada com o mantra. Não precisas dos mirtilos.

    ResponderEliminar
  3. Não sei onde podes encontrar mirtilos mas esse tipo de blog é o que mais me mete nojo. Nojo mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso também os acho um atentado à inteligência, mas parece que são os que mais sucesso têm...

      Eliminar
  4. "tampões com que enfrentas a dureza da menstruação, poderão sugar o tutano da vida" ... Ok! Qual mirtilos, qual carapuça fiquei agoniada até ao tutano da vida!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fui um bocadinho além demais?
      Olá Nina! Bem vinda à cesta!

      Eliminar
    2. Espero que sim. Quem é que no seu perfeito juízo consegue escrever um post sobre tampões. Acho que nem sob o efeito do TPM, eu conseguia :)

      Eliminar
    3. Nininha, isto é um post sobre como encher a casa de walking deads... Através de mantras....

      Eliminar
  5. E as anonas, hein? Isso é que é fruta! :p
    Xalá isso que eu ainda sou mais obscura, com a poesia, os quadrinhos e as musiquinhas! :)

    Beijinhos Marianos, Uvinha linda! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu pai tem essa panca das anonas, mas o blog dele é um flop. E quem sai aos seus... Beijinhozzz qual escura quem quê, que tu é que és iluminada miúda!

      Eliminar
  6. Uva Passa

    Então esse mantra não é acompanhado de Enya ou de richard clayderman e colocado num powerpoint e enviado a 20 amigos, que sofrerão mini tornados e mini cheias dentro de casa se não enviarem esse powerpoint a mais 50 amigos?
    Faz isso com o post belo puro e pleno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ninguém acredita nisso. É com um pau que se resolvem estas coisas...

      Eliminar
  7. então, segundo percebi,(será que percebi?) o sucesso de um blog está associado a uma série de coisas e ainda à planta ericácea de pequenas bagas azuis e é preciso um mantra, criar condições para viverem connosco, sermos pessoas resolvidas...tanto item deixou-me estafada. despeço-me com amizade até uma próxima!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa estes posts gigantes. Tenho pouquíssima capacidade de síntese. É um bug.

      Eliminar
    2. Uva, não foi o post que me cansou, eu gosto de ler. são os itens que temos de reproduzir para sermos bem sucedidas. raios, se calhar não me "esclarifiquei" (prometo ficar por aqui com a novilíngua, já chega, eu sei, mas ...)

      Eliminar
  8. Ahhh caragos!
    É por essas e por outras que não consigo ter um blog da moda! Ninguém gosta de varrer e afinal de contas o que tem uma vassoura de filosófico?

    Uva... gosto de te ler pah! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu com a tua vassoura varria com os magras daqui para fora, especialmente os fofinhos. És uma miúda muita gira pah!

      Eliminar
    2. * não é com as magras (essas cabras) é com os mantras. ;)

      Eliminar
  9. Mirtilos é fácil, já o leite de burra...
    Acho que é por causa do raio do leite de burra que eu também não vingo neste blogo-mundo. Dasse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leite de burra só se arranja na estranja. Tens de conhecer muita gente. Mafiosos sobretudo.
      Não vale a pena. É tudo gente muito perigosa. Já me fui informar e é um verdadeiro bruxedo.

      Eliminar
  10. Hem?! Estás a falar de quê?! Ou de quem?!
    Não importa, fico sem perceber nada na mesma.
    Não que não goste de te ler, que gosto; escreves muito bem e é uma delícia ler-te, só que às vezes fico mesmo sem perceber nada; como foi agora o caso.
    Mas não importa também. Por não perceber não é por isso que não te entendam, como se constata pelos comentários :)
    Desejo-te, e à filha e ao maridão, um excelente fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu não quero que o meu amigo fique no escuro.
      Eu tenho duvidas na minha cabeça que me assaltam diariamente, e uma delas, a que mais me impressiona, é a debandada. Debandada é o quê? É uma grande multidão, muita gente mesmo, estancar em frente a um blog todos os dias, ou várias vezes por dia, para ler mantras cínicos e mentirosos que os donos desses blogs escrevem para, com uma suposta perfeição que é a sua vida, angariarem pobres coitados, tristes e infelizes, para viverem ali no ecrán do computador um bocadinho da sua vida. Suspiram muito por uma vida que nem sequer existe. E com isso, estes bloguers, angariam milhares de pobres coitados que querem fazer aquilo que eles fazem (ou dizem que fazem) para serem como eles. Felizes.
      Depois de tudo muito bem lambido, espetam-lhes com a Planta com sabor a manteiga para comer às colheradas.
      É isto.
      É um abre-olhos.
      Sabes porquê? Porque não há vidas perfeitas e TODOS temos problemas. Tive a pachorra de ir espreitar blogs assim e em nenhum post, nenhum, se vê tristezas, mágoas, verdades. Querem é vender um mundo cor de rosa que não têm.

      Eliminar
    2. Uva, Uvinha.
      Não vais, quando mesmo, não fazeres a gentileza de fingires que não me compreendeste, pois não?
      Mas pronto. Reconheço que o pretexto para discorreres explanando largamente o que ficou por dizer no post, justifique plenamente o atestado de burrice passado aqui ao pássaro.
      :)
      BFS.

      Eliminar
    3. Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha
      Que granda barraca!!!!
      Credo.
      Credo.
      Credo.
      Cruzes Corvanhoto!!

      És lindo!

      Eliminar
  11. Ahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahah
    Estavas a embalar-me tão bem no teu mantra "tão felizes e resolvidos, e ricos, e felizes, e maravilhosos e ricos, e belos,tão felizes e resolvidos, e ricos, e felizes, e maravilhosos e ricos, e belos,tão felizes e resolvidos, e ricos, e felizes, e maravilhosos e ricos, e belos,tão felizes e resolvidos, e ricos, e felizes, e maravilhosos e ricos, e belos," (está repetido mas é de propósito, ´tá bem?) e de repente acordaste-me com o "os tampões com que enfrentas a dureza da menstruação"
    Ahahahahahahahahahahah
    Está tão booooom!

    ResponderEliminar