15 de dezembro de 2014

Diversos

Hoje até que tinha milhentas coisas para vos contar aqui no blog.
Podia dizer-vos inúmeras coisas que se passaram comigo durante o fim de semana, e até vos podia contar as peripécias dos únicos dois dias em que posso não-lavar-o-cabelo e ninguém se ralar absolutamente nada, porque o espelho não fala, o marido está lá entretido com as coisas que os maridos gostam?, e a filha, enfim, a filha é aquela coisa incondicional que vê na mãe, como vêem todas as filhas antes dos doze anos, uma diva, um píncaro da perfeição, mesmo que as raízes do cabelo não vejam tinta há seis meses, os dentes não vejam dentista (ou escova) hà seis anos, e os pelos das pernas sejam rastas que dão inclusive para fumar.
Sou uma pessoa tão banal, que a minha banalidade não dava sequer para escrever duas linhas neste blog da treta, ainda por cima cheio de erros e anónimos ortográficos.
Gostava muito de ter escrito qualquer coisinha no fim de semana, que hoje era só chegar aqui e bimbas, um post, todo ele contextualizado à época, revisto, mas liguei o computador na manhã de sábado, ainda toda a gente dormia e até o dia dormia, e fiquei ali a olhar para aquilo como a burra a olhar para o silvado, e não me saiu nada, enfim, coisas que acontecem às pessoas dos blogs, e vai daí que me pus antes a ler o Philip Roth, este sim com coisas importantes para dizer às pessoas que lhe compram os livros.
A mim diz-me muito, e estou capaz de ir ali comprar as letras todas que ele escreveu, não vá aquilo desaparecer dos escaparates, engolfado por livros aborrecidos de filhós e rabanadas.
E eis que vos confesso a banalidade da minha vida em dias de descanso, levado ao expoente máximo do seu significado, vida chantrona,  como diria uma tia muito dada a tarefas domésticas, porque nada fiz que me possa enaltecer o género, e isso às vezes magoa alguns leitores.
Isso e palavras deficientes das pernas.
Mas a verdade é que não passei a ferro, não passei a casa a pano, a esfregona não se cansou e nas compras não meti o pezinho, num claro atentado a todo um espírito natalício que se enfiou dentro das pessoas da minha terra (disseram-me que o Continente estava assim de morrer, esmagado).
E não vos querendo maçar mais com este não-post, que apelidei de 'Diversos' porque nem título lhe encontrei, passo a tecer uma consideração muito ambígua sobre a minha filha de oito anos, que se queixa de não aparecer muito por aqui, apesar de eu já lhe ter explicado que o blog é só para adultos.
Estou ainda um bocadinho atarantada com aquela coisa da Casa dos Piiiiiiiiiiiiii, porque a minha filha, enquanto eu babava para cima da Pastoral Americana, me arrancou o comando da mão e me disse num grito: 
Mãe!!!!! Tens isto ligado na Gala??? Tu não sabes que isto é bombástico????

Sei filhinha, mas fiquei muito aflita de seres tu dizer-me, aos 8 anos.

16 comentários:

  1. Bombástico é uma boa maneira de descrever.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi interessante...
      Eu teria vergonha e as mães das raparigas (e as próprias raparigas) que se prestam aquilo, mais cedo ou mais tarde também terão.... ou não...

      Eliminar
  2. Olha, parece-me um bom resumo de um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom fim de semana??? Nem as ramelas lavei pah! ;)

      Eliminar
  3. para quem como eu, andou com o nariz tipo "o xeno," e tive de me agarrar a um maço de lenços, soro fisiológico, e mais uns adjuntos, até que, aí para esses lados, foi jeitoso. só uma coisa: de que gala é que se trata? estou a falar a sério, desconheço programação televisiva nacional. boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Casa dos Segredos. Aquilo ontem acho que era bolinha vermelha. Foi a minha filha que me avisou.

      Eliminar
  4. Vergoooooonha! Montes de vergonha alheia! Mas adoro! Adoro uma boa escandaleira!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imaginas as tuas filhinhas naquele embrólio de endredons? Juro-te que se fosse a minha, havia de levar dois pares da estalos (com 20 ou com 40 anos).

      Eliminar
    2. Ate me deixaste nervosa, viste?
      Ó Uva, iam ter que me agarrar muito bem agarradinha para eu não entrar por lá dentro a partir o cenário todo, incluindo o cenário bocal das minhas filhas.

      Eliminar
    3. Exato. Mas as mãezinhas ali sentadinhas a ver aquilo tudo, na maior!!!
      Ou elas são malucas ou sou eu que estou piradinha...
      Aquilo é exatamente como a minha filha diz: bombástico. É o canal 18 da TV generalista.

      Eliminar
  5. Juro, mas juro mesmo que não vejo. Em minha casa praticamente não se vê TV, mas a minha filha, que também tem 8 anos, é mais Violetta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois a minha também, mas aquilo está ligado, e nas avós é um regabofe. Os putos pah, não há hipórtese, vêem tudo.

      Eliminar
  6. Ò pá, mas o que é que eu ando a perder???? Queres ver que tenho de ir por aquela cena de andar para trás com os programas??? Gosto tanto de cenas com bolinha :))))

    ResponderEliminar