24 de janeiro de 2015

Violetta

Acabo de chegar do concerto da Violetta
Trago ainda os pergaminhos, que não me caíram ao chão, e pela mão uma menina, que é a minha.
A minha menina, que é pequenina, gosta muito da Violetta. 
Eu não me importo porquanto também eu gostava de Violettas e de outras flores, quando tinha a idade dela.
No inicio do ano escolar comprámos a mochila (da Violetta), o estojo (da Violetta) e alguém que gosta muito da minha menina comprou-lhe o diário (da Violetta).
A Violetta agradece (e enriquece com) esta adoração, mas a mim, a quem cabe a compra do material escolar a cada inicio de ano, é-me indiferente se a mochila é violeta ou de outra cor qualquer. Cuido apenas que seja de boa qualidade, e que lhe assente bem nas costas.
No recreio lá da escola, as meninas da sua idade divertem-se com danças e cantorias, e até têm uma banda. Cá em casa já se sabe, o espelho admira os passos novos, a televisão acompanha nos acordes e a pequena faz aquilo que é suposto. Ser criança.
E é um corrupio de Violettas, nesta casa de muitas cores, Violettas na camisola, Violettas nos pijamas, Violettas no cobertor. 
Cuideis que me importo o que será o manhã? 

Não sei o que se passa com as pessoas.
Não sei o motivo de tanto desgaste.
Ai que aquilo não presta, ai que ela faz playback, ai que daqui a 2 anos está agarrada às drogas, ai o dinheiro que aquilo custou, ai o mal que aquilo faz, ai ai ai ai ...ainda bem que tive um rapaz....


Ai a dor que isto me traz.

Hoje, sem que a ML sequer sonhasse que tinha comprado os bilhetes, levei-a pela mão, enquanto ainda posso, e depois de um fugaz almoço num Mc Donald´s apinhado (um horror bem sei, mas as coisas são como são, e a malta é como é), sentei-a num banquinho em frente ao Meo Arena e dei-lhe para a mão aquilo que para ela era um sonho enorme. Ver a Violetta.
E foi ali um espetáculo! Uma alegria! E chorava ela e chorava eu.
E isto tem um preço? É piroso? É assim tão tenebroso?

A minha pequena violeta estava tão feliz que tudo valeu a pena. 
Porque decerto não tenho alma de mãe pequena, e gosto tanto de a ver feliz.
Gasto tanto dinheiro mal gasto, em tanta porcaria que não vale nada, porque não um concerto da Violetta?
Não quero nem saber se a Violetta vai desaparecer amanhã agarrada às drogas duras, a um motoqueiro malvado ou a um fio eléctrico, o que realmente me interessa é que a minha filha vai recordar o dia de hoje, como o dia em que foi com a mãe a um concerto, pela primeira vez, e onde dançámos e cantámos, e foi mega, mega divertido.

Adorei!
You rock Violetta!

45 comentários:

  1. Olha... Fiquei tão feliz por ela (e por ti, também fiquei por ti)... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que me fez chorar o sacana da miúda pah, agarrada a mim... e a chorar e a rir, e tudo ao mesmo tempo. E o concerto foi o máximo.

      Eliminar
  2. Ohhhh, que lindo! :) não te encontraste lá com a Xaxia, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro! A Xaxia estava lá a respirar o mesmo ar que eu e as outras 25 mil pessoas! ;) montes de gente. Caramba que parecia a Madonna!

      Eliminar
  3. Claro que temos que fazer os nossos filhos felizes! :) Quando o meu era pequeno, sabia de cor as canções de tudo o que era programa de criança, fosse bom, médio ou mau.
    Será uma recordação doce de um momento feliz das duas!:)

    Beijinhos, Uva! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos cantor????? Podes crer. A minha mãe levou-me ao António Sala ao vivo e nunca mais me esqueci!

      Eliminar
    2. Ai o António Sala! :D Aos anos. Tenho um livro dele que era um tesouro para mim. Agora terei que o ir resgatar.

      Eliminar
  4. Eu não gosto da Violetta...
    As minhas filhas já ultrapassaram a idade de gostar da Violetta e mesmo que não tivessem ultrapassado essa idade,certamente não apreciariam a Violetta porque não são de apreciar esse tipo de coisas (sem qualquer apreciação negativa,apenas no sentido de serem 'coisas' que estão na moda).
    O meu filho é rapaz e,portanto,não aprecia a Violetta.Apesar de estar na idade,caso fosse menina,de o fazer...
    Ora,não gosto mas não sou fundamentalista no sentido de não perceber as preferências da canalha e de respeitar os gostos das outras pessoas...Só assim posso exigir que respeitem os meus gostos e os gostos dos meus.É a chamada convivência democrática e saudável!!!
    E não quero mal a alguém que potencia os sonhos e os sorrisos das crianças,bem pelo contrário...
    Um beijinho para a mama e a filhota*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As crianças são todas diferentes. Aquilo para certas crianças é bem capaz de ser como ir espreitar o inferno. Uma barulheira infernal, uma gritaria sem fim, as miúdas todas vestidas de conarosa... Percebo bem. A minha adora aquilo, fazer o quê? Um abraço Til.

      Eliminar
  5. Leio com agrado que a Violetta, na SIC, destronou acasa dos segredos, da TVI. Mas fico ainda mais feliz, porque a minha Maria não vai (ainda) na onda que vai formatando o mundo.
    Mas estou preparado para tudo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prepara-te porque tudo pode acontecer!!!! Tudo!

      Eliminar
    2. Tudo pode acontecer... tudo já está a acontecer! Tudo!!!

      Eliminar
  6. Até eu chorei a ler isto (não tenho emenda, não é defeito, é feitio), porque fazer as crianças felizes faz-nos feliz a nós e é um bem sem comparação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso e uma boa educação. Ela é tao boa menina, esforçada e querida, não vejo porque não.

      Eliminar
  7. Também fomos, chegámos á uma hora, estou arrasada mas feliz. Também gostei, cantei e gritei pela Violetta!

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz uns videos da loucura!! A ML nem pestanejava, coitadinha... Ficou em transe ali nos primeiros minutos. Eu com o rímel todo escaqueirado, lá fui tentando apanhar a carinha dela. Foi super giro, tantas meninas juntas.

      Eliminar
  8. Essas pessoas que estão tão escandalizadas devem ser as mesmas que põem Icoisas nas mãos dos filhos de dez anos, vejo disso aos pontapés. Era aborrecerem-se menos com o que cada um faz com o seu próprio dinheiro. A minha filha adorou, cantou o concerto inteiro, caramba sabia TODAS as músicas de cor, eu sou capaz de também ter cantado partes do "te creo" e "en mi mundo", acabei por adorar, foram duas horas realmente bem passadas que nos vão ficar para sempre. Abençoados 115€, é o que lhe digo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como sempre a insensatez a falar mais alto que o bom senso. Vi coisas no facebook de bradar aos céus, desde dizerem que as mães que levam as filhas a ver a Violetta arriscam-se a ter filhas toxicodependentes porque é assim que ela vai ficar, até dizerem que as filhas depois são umas p**** e a culpa é das mães que as levam para estes antros. Não percebo. As pessoas estão tão amargas, são más e tacanhas. As mães de rapazes estavam em grande alvoroço por terem sido salvas pelo criador de tamanha bizarria. A Violetta é o Anticristo das redes sociais substituindo o peluche PANDA. Parvoíce....

      Eliminar
    2. aahah por acaso acho que as roupas não sou o mais adequado para a faixa etária a quem se destina mas é suposto ser um espetáculo e desde que os pais estejam atentos, dêem educação e estejam presentes (em vez de fazerem como alguns que deixam as miúdas de 12/13 anos vestirem-se como bem entendem nem que seja semi-nuas, sem se imporem ou importarem minimamente) então acredito que não é por verem um exemplo que pode nem ser assim tão bom, que significa que algo de mau vá acontecer no seu futuro.

      Se a educação fosse assim tão fácil e as coisas fossem assim tão lineares deveria ser facílimo educar crianças, torná-las perfeitas e mimimi... enfim.

      O que interessa é que vocês se divertiram e, provavelmente, a tua filha irá recordar isso para sempre.

      Eliminar
    3. Não é um concerto numa tarde, que dura uma hora e pico que vai transformar as meninas em seres humanos errantes e acéfalos. Isso é certo.
      O que interessa é tudo o que se passa antes e depois dos concertos. A educação e a atenção que se dá aos miúdos. Ninguém nasce ensinado, mas o bom senso deve imperar.
      Vai recordar de certeza. Ainda não se calou desde ontem...

      Eliminar
  9. Olá, Uva! Sou leitora assídua (viva o bloglovin!) e desta vez não resisto a comentar, porque fiquei com lágrimas nos olhos ao ler o teu texto!... ;)
    Sabes que, antes de ser mãe, tinha pena dos pobres pais arrastados para os concertos do Panda e afins.. Hoje, com a minha pimpolha de 1 ano e meio- feitos ontem ;) - dou por mim a cantar tudo o que é música do Panda e afins e a dancarmos juntas que nem loucas... e a ter pena dos pais que não o fazem! E apesar de ela ainda ser pequenina demais para a Violetta, não vejo a hora de lhe fazer uma surpresa para ir ver qualquer outra flor quando for altura e fazê-la tão feliz como fizeste a tua filha ontem.. Com Mac e tudo, se for preciso! :) Grande beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá miúda! Stalker no Blogloving? Hahahahaah
      Aproveita bem essa miúda! Vai ver o musical do PANDA e divirtam-se muito. A música e os artistas fazem parte da vida e são maravilhosos. Trabalham para nos divertir, e fazem coisas espetaculares. Dançar e cantar, com os miudos é maravilhoso. Eu aprendi a dançar com os meus pais que me levavam aos bailes e não me esqueço nunca. Hoje o meu pai agarra em mim para dancar e eu fico nas nuvens. Quero lá saber das convenções. Para o raio com as convenções!

      Eliminar
    2. Ó pra mim stalker... Nunca me tinha visto dessa perspetiva.

      E sim, stalker, mas em bom e só de gente boa! ;)

      Beijo

      Eliminar
  10. E pronto! tudo está bem, quando acaba bem: Posso imaginar a cara da tua filha quando viu os bilhetes. E, quer gostemos ou não do fenómeno, isso não vem ao caso, esses momentos são irrepetíveis. É que posso mesmo imaginar a felicidade que por aí se instalou! E depois, vamos lá ver, a tua filha tem a sorte de ter uns pais que lhe sabem mostrar outras realidades, outros mundos! Vai crescer a perceber a diferença entre um mundo cheio de lantejoulas e brilho, e um mundo onde há fenómenos menos bons, e isso é que interessa. E cada coisa a seu tempo! Bom domingo! Qual será o tema de conversa hoje aí em casa? :)))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabou tão bem! Estás a imaginar o Vasco da Gama cheio de meninas e violetas por todo o lado e a ML com uma carinha a olhar para elas e a dizer: ò mamã é hoje o concerto da Violetta, eu não vou pois não? Não ML a mamã não comprou já sabes que era muito dinheiro... E ela sempre a perguntar: ò mamã eu não vou pois não? Assim que saímos 'para tirar uma fotografia' estava aquilo cheio de gente, e eu sempre a disfarçar e a dizer que eram pessoas a passear e ela com o beicinho... Depois metia-a em cima daqueles bancos de riscas e passei-lhe os bilhetes para ela segurar enquanto preparava a máquina para filmar, e ela olha para aquilo e começa a gritar e a rir e a chorar e agarra-se a mim e eu já lavada em lágrimas e as pessoas tudo à volta a rir outras a chorar, sei lá, foi ali um momento... Daqueles. Ò mamã eu vou, eu vou, eu vou, e os papéis no ar e ela a correr numa doidice que só visto. Nem filmei nada de jeito.

      Eliminar
    2. E já estou a chorar outra vez. Que sensibilidade Uva, credo!

      Eliminar
    3. Que tivesse sido só por isso e já teria valido a pena, tanto para ti como para ela (filha). São momentos destes que as pessoas não se esquecem e que fazem a vida valer a pena! O resto? Como diz uma amiga minha: é só dinheiro, não pode valer mais do que isso.

      Eliminar
    4. Olha Uva, não é para me gabar, mas a minha imaginação esteve perto da descrição. Sou mesmo boa ! :)))) Que bom!! :)))

      Eliminar
    5. Calíope, vale tão a pena. Todas as crianças deviam ter estas oportunidades de realizar pequenos sonhos, e tenho muita pena dos pais que gostavam de fazer isto e não podem. Deve ser bem duro dizer a uma criança que não podemos porque não temos possibilidade. Eu passei por isso em criança, e sei o que a minha mãe sofria. Felizmente tudo se compôs, mas não é assim que acontece sempre...

      Mia, tu estiveste lá miúda!!!

      Eliminar
  11. Uma vez fiz uma surpresa dessas a Migalha do Meio. Ela queria muito ir ver o Panda e os Caricas ao Campo Pequeno, mas a irmã não gostava, e o irmão ainda era bebé. Comprei os bilhetes, e no dia do Concerto, disse-lhe que íamos lanchar ao Campo Pequeno. Começa a ver aquela movimentação toda, os cartazes e a tralha do Panda à venda, e ainda me disse: "olha mãe, o Panda e os Caricas deve ser aqui perto". Já estava sentada na cadeira, dentro do Campo Pequeno, a olhar à volta como uma tontareca, e sem perceber bem. Só quando o espectáculo começou é que caiu nela e ficou tão feliz...é nessas alturas que as coisas valem cada cêntimo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tadinha. Tu ainda te deves lembrar de alguma alegria de quando eras miúda.
      Era mesmo alegria pura, coisa que em adultos é tão difícil de sentir e que conseguimos sentir novamente através dos nosso filhos.
      Eu recordo todas as grandes alegrias de quando era miúda e sinto-me muito bem ao recordar, sinto-me aconchegada. É muito bom.

      Eliminar
  12. Nunca mais se vão esquecer desse momento, Uva, nunca mais! Nem tu nem ela.
    Estou tão emocionada que não consigo escrever nada de jeito. Agora dá-me para isto, cada vez que aqui venho.

    Quanto ao fenómeno Violetta, quem é que critica? Mas as pessoas nunca olham para trás e estão tão velhas que não se lembram de ter aquela idade? Nunca gostaram de coisas que hoje, quando pensam nisso, acham impossível?
    É claro que a tua menina, daqui a uns poucochíssimos anos, vai dizer-te "Não sei o que é que eu via nesta figura!". Mas também, daqui a alguns anos, menos poucos do que os outros, vai dizer "A minha mãe toda a vida me realizou os sonhos, uma vez até me levou a ver a Violetta".

    Olha, eu levei com a Floribella :) E também cheguei a gostar, claro.

    Honi soit qui mal y pense!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é um blog ronhónhó. Está ali escrito na lateral que a Uva é danada para a brincadeira!
      Tu és uma miúda sensível.
      Fiz chorar muitos rapazes, agora é raparigas... hahahahahahahaha

      Eliminar
  13. Uma alegria, uma felicidade para mãe e filha e o resto é conversa. Eu não tenho filhas, só rapazes e não ligam a isso, mas se tivesse, estava lá batida. Uma surpresa e tanto, imagino só a carita dela :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi tão engraçado eu ir para um concerto cheio de gajas (mães) todas produzidas e eu com rimel até aos joelhos...
      Essa foi a melhor parte... 25 mil pessoas a acharem que eu tinha duas batatas nos olhos.
      De resto foi fixe.
      ;))))

      Eliminar
  14. Caramba que me emocionei com a tua descrição. Os meus não estão nessa fase mas a minha irmã levou a minha sobrinha e quando estavam na fila tirou-lhes uma selfie ao que a pequena prontamente retorquiu: Mamã, não te ponhas a tirar fotos nem a pôr coisas no Facebook senão ficas sem bateria para filmares o concerto TODO! Ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O concerto foi muito fixe. Filmei umas partes, mas a ML não tirou os olhos do palco, pelo que selfies era só eu de frente e ela toda de ladecos... Estivemso o tempo todo a cantar e a dar aos bracinhos.
      Foi uma aula de Zumba na cadeira.
      Olá miúda! Uma blogguer feliz é o que se quer!

      Eliminar
  15. Uva, o post do não envelhecimento das nossas mães e este, são mesmo comoventes. Esta ida ao concerto da Violetta, será de certeza um dos momentos, que irá contribuir, para que também tu sejas cristalizada. O afecto que recebemos em crianças, que também passa por vermos os nossos pais a interagir connosco naquilo que é importante para nós, a vê-los a serem felizes, naquilo que também nos faz feliz, é coisa para nos fornecer de reservas de amor que nos dão um jeitão pela vida fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo assim! Os pais afetuosos ensinam os filhos a ser efetuosos com os seus filhos. São reservas de amor. Eu fui muito amada, levava muitas mas no que toca a mimos, caramba, foi até dizer que já chega.

      Eliminar
  16. Oh que fofinhas, tanto a mãe como a filha :)
    Um dia que a pequena nunca vai esquecer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A filha é mais fofinha que a mãe, mas tem mais mau feitio...
      Refinou.
      ;)

      Eliminar
  17. A minha gaiata já não está em idade de violetta. Mas no seu tempo, também cá tivemos a Hanna Montanna, numa altura em que a miúda já se transformava em Miley, mas a miudagem ainda a via de peruca na cabeça. Assim, tb enfrentei uma fila medonha, e comprei bilhete com direito a autógrafo, e a felicidade de estar face to face com a cantora, assim como ir ao concerto, foi e é memorável. ela nunca mais se vai esquecer, e eu tb não!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo tem o seu tempo, não é assim?
      Essas com direito a autógrafo pagaram 500,00€ pelo bilhete.
      As Divas também refinam.

      Eliminar
  18. Já ouvi muitos comentários sobre a exorbitância do preço dos bilhetes. Mas cada um de si sabe e de certeza que foi uma tarde muito bem passada para miúdos e graúdos.
    Já agora, a Violeta é espanhola ou americana? Dá para perceber que nunca vi ou ouvi....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Violetta é da Argentina.
      Tem perna fina, vê-se logo....

      Eliminar