2 de julho de 2015

Vivo uma paixão platónica com uma mulher casada.

Anónima Maria, é uma  mulher romântica e intensamente apaixonada por Uva Passa, esta última, uma mulher casada (e fiel ao seu lindíssimo, sensual, alto, magro, inteligente e multimilionário marido), que leva um blog generalista ronhonhó. 
Para complicar ainda mais a situação, as duas frequentam a mesma blogosfera, apesar de terem funções diferentes - a Uva Passa é a dona do blog ronhonhó, cada vez pior, diz, uma porcaria de blog, uma blogo-tasca, que nem fontes põe nas imagens que costuma partilhar, uma falta de generosidade atroz, capaz de ir presa com a brincadeira, mas que ela gosta de muito frequentar, ui se gosta, por lhe fazer lembrar as blogo-tascas da sua infância, quando ainda não sabia ler as legendas. 
E tendo tempo livre e 5 dedos em cada mão, desconhecendo-se quantos terá na testa, visita o blog da Uva Passa, aberto a toda a gente, mesmo aos que são radicalmente contra ao logon, e fá-lo amiúde, umas vezes à hora do almoço, outras vezes no intervalo para a bica.
Ao início, a Anónima Maria deixava bilhetes na caixinha das esmolas e a Uva Passa, enternecida, publicava com todo o gosto (no placard dos 'anónimos contribuidores para a causa do blog') as ternurentas palavrinhas que a Anónima Maria lá deixava.
E tudo corria muito bem, a causa era uma boa causa, o blog é o que se vê, um sucesso de blog, uma granda malha, e lá foram seguindo cada uma o seu caminho, cada uma ciente do seu lugar. 
Mas as coisas são como são, e a Uva Passa fazendo jus à sua condição de blogo-tasca, deu em postar zurrapa - que isto gregos e troianos é muita gente para agradar - e em escrever hediondos erros ortográficos que ofenderam muito a Anónima Maria, criatura detentora de uma perfeição linguística de bradar aos céus das palavras, moça sempre defensora da sua língua materna, capaz de se matar por uma palavra mal escrita, mesmo que o erro seja de mera simpatia.
E isto eu até compreendo, que para blogs analfabetos já bem bastam os que bastam.
Mas há mar e mar, e a repreensão aqui à amiga Uva deu em ser aborrecida, desdenhosa e depreciativa, colocando a tónica numa questão pertinentíssima, de que a Uva andava totalmente enganada e que a elevada erudição e o grande interesse blogosférico que Uva pensava ter (cuidado! há pessoas que conseguem ler os nossos pensamentos), infelizmente não lhe assistia.
E ria-se muito por isso, talvez fruto da sua paixão assolapada, que dá assim um nervoso miudinho.
E a Anónima Maria, também ela muito ronhonhó, muito sensível, coisas de gajas, já se sabe, resolveu intentar uma ação contra a Uva Passa, e todos os dias, logo na alvorada, vinha aqui deixar um cagalhão à porta, quem sabe se para estrumar as raízes desta videira, quem sabe se para fazer um statement do tipo: vês, eu também sei cagar... postas de pescada.
Mas como o assunto já cheira mal, faço questão de o apresentar aqui na minha tasca, para verdes o amor que para aqui vai.
Mas dizia eu, que do ódiozinho à fervorosa paixão, é um passinho, e a Anónima Maria, e já se sabe que o desprezo inflama muitos corações, apaixonou-se mesmo perdidamente e agora não me desampara a loja.
A paixão platónica já dura há um ror de tempo, e agora as declarações de amor são coisa diária.
Diz que conhece muito bem a Uva Passa, ó-ó, porque ela não lhe publica os comentários azedos (que são meras opiniões que não ofendem ninguém) e que isso não se faz em virtude das regras e protocolos dos blogs que obrigam à publicação de comentários do género: esse livro que andas a ler é uma merda, vê lá se aprendes a ler literatura de verdade ou ainda que piroseira ir para a Alemanha Nazi, vê-se logo que és da plebe!!!!
E a Uva ri-se desta abécula de sangue azul, que nem sabe o que é literatura (quanto mais boa literatura) e nem sequer o que significa Alemanha Nazi. Mas vamos deixá-la na sua pacata ignorância, de volta da telenovela, agarrada ao 760 760 760.
E assim vai o blog da Uva Passa, dia após dia, recebendo a visita da Anónima Maria, mas entendendo bem as suas dores e a profunda tristeza que deve ser viver uma grande paixão não correspondida.
Uma paixão platónica com uma mulher casada.

Anónima Maria, deixo-te aqui (uma vez sem exemplo e com letra normal - para não me acusares de ter um blog anti-amblíopes) uma notinha de rodapé, porque eu sou muito ronhonhó mas não sou totalmente analfabruta.
Obrigada por me corrigires as gralhas do blog, és uma eficientíssima secretária - a ver se me mandas o CV aqui para o Rule of Law que estou precisada de alguém ali no economato para rasgar papel.
Agradecida também por me dares tema de conversa para hoje, porque se não fosses tu, Anónima Maria, não saberia do que falar.
Agora vai lá, Maria, a correr, a correr, morder nas beatas das igrejas por onde passas, a ver se te aceitam as esmolinhas, que aqui (apesar de achar a maioria das mulheres com quem me cruzo, boas como o milho), pois aqui já sabes como elas te mordem.


FIM




40 comentários:

  1. For real?? Uva passa tem uma hater?
    Mas o q é q há p dizer de mal sobre e tua pessoa!? Jasus, o mundo tá mm perdido.
    Se calhar é mm isso. Um amor frustrado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que podem dizer mal da minha pessoa. Eu não sou perfeita, já tive várias pessoas que não gostavam de mim, ou não concordavam comigo. Na vida real, mesmo.
      É natural que assim seja.
      Também não gosto de toda a gente.
      A diferença é que não passo o dia a dizer-lhes. Só isso.

      Eliminar
    2. Sim, ninguém é perfeito. E sim, tb será normal dizer (em sendo o caso) q n se concorda com o q disseste, mas n me parece q seja esse o caso aqui. N sei estava a estranhar. N te faria o alvo desse tipo de gente, sem qq desprimor, atenção. :)

      Eliminar
    3. Ai não. Ui! Agora tenho esta amiga, um amor, mas já me deixaram aqui pérolas bem valentes.
      Desconfio muito do JMT, de quem sou muito (pouco) amiga, sobretudo das ideias peregrinas que cospe no Público.
      E olha, quem sabe se não é ele, a vingar-se aqui dos desaforos da Uva.
      ;)))

      Eliminar
    4. Mas há alguém (p além da esposa e 50 filhos) que goste do JMT??? ;)

      Eliminar
    5. Tal como acontece no blog da Picante, fiquei a leste.
      Nada de novo, portanto... Patricinha que és tão burrinha!!!

      Eliminar
  2. Estás a falar de e para uma pessoa em concreto, apenas uma, ou reuniste as características de vários anónimos/as num só alvo a quem escreves a missiva?

    Ele há cada uma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma miúda que gosta de mim. Mas eu não sinto nada por ela. É a vida de todos os dias.

      Eliminar
  3. "FIM".
    E faça-se justiça ao registo, pois não falta lá nada como forma de esclarecimento.
    Estava a pensar que havíamos de arranjar uma entidade reguladora para tudo isto. Começa a avolumar-se a complexidade de ter um blog. Crie-se já uma comissão de inquérito, avança-se para um grupo de trabalho a sério que desemboque num conjunto de inúteis, que saibam defecar postas de pescada.
    Agora saio, porque tenho de ir trabalhar. Acabou-se o intervalo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem vale a pena chatear outras pessoas com estes casos. Come with the business...

      Eliminar
  4. O amor é louco, não façam pouco, desta loucura...

    ResponderEliminar
  5. A vida como ela é... simplesmente ímpar!...
    AbraçO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer. Bola para a frente que atrás vem gente!!!!
      Abraço!!!!!!!!!!

      Eliminar
  6. Pfffff isso é brincadeira de meninos. Em tendo vagar eu explico o que é amor à séria não correspondido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vi coisas horripilantes.
      Aqui na tasca a coisa tem sido descansada, fora a minha apaixonada que me adora, e tudo corre bem.
      Qualquer dia convido-a para um drink de gin.
      Com imeeeeensas calorias....

      Eliminar
    2. Não viste. Mas vais ver. Amanhã.

      Eliminar
  7. M*** de gente! (desculpa lá o palavreado mas não haverá melhor maneira para descrever gente assim)

    Há pessoas que devem ser muito infelizes para tentarem infernizar a vida assim às outras pessoas...

    D.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inferniza um cadinho, sim. Porque não gosta de nada. Nem dos livros, nem de nada. Parece aquelas crianças a quem passamos o tempo a oferecer coisas, cheias de boa vontade, mas que não, não gostam. Irra.

      Eliminar
    2. Então não ofereças, Uva. Não gastes o teu precioso tempo a oferecer coisas que os meninos (as,a) não gostam . Raspa o teu prato para o prato dela, quiçá,( deles delas). E, comam se lhes apetecer, ou regurgitem. Qual a diferença?????
      Vai fazer "chichi" (xixi???) e deita-te. Noite descansada.

      Eliminar
    3. A minha oferta é aquilo que aqui escrevo todos os dias. Não dá para fazer essa 'seleção'. A pessoa vem, lê e tira ilações. Não consigo filtrar só uma pessoa específica.
      Ontem fiz o que me disseste e deitei-me. Estava super cansada. Abraço.

      Eliminar
  8. Cagalhões à porta é que não, que aquilo agarra-se aos pés e é uma chatice!
    Acho que devias fazer uns prints, tipo best of, e publicá-los. Só para nos rirmos um pouco, que o fds ainda vem longe...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahahahahhahahahahaha.
      Sim podia fazer isso, mas não se deve magoar assim os sentimentos das pessoas.
      ;)))

      Eliminar
  9. Caramba, estava a ler-te e a pensar que, às tantas, a tua querida é mas é uma grande devassa, e também me anda a picar lá no meu buraco. E tu sabes que eu tenho um palpite de quem seja.
    Diz-me que ela não te escreve às 3 da manhã, para ficarmos todos mais descansados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei que tens um palpite e acho que o palpite que temos as duas é capaz de ser o mesmo.
      A mim não me escreve às três da manhã. É só no intervalo da bica ou de manhã.

      Eliminar
  10. Fónix! Isto parece uma novela à portuguesa. Há pessoas que tiram o mestrado em melgar a vida dos outros. Devias mesmo deixar os cagalhões à porta mas embrulhá-los em jornal, deitar-lhes o fogo e tocar à campainha, assim, quando fossem abrir a porta, tentavam apagá-lo espezinhando-o e cagando os pés todos e os chinelinhos cor de rosa com pompom. Qual é o gozo dessa gente? Não gostam, não lêem, ponto. Caga nisso Uva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa do cagalhoto a arder é uma bela imagem.
      Mas não é não gostar, que eu acho que até gostam, é mais implicar, pronto.

      Eliminar
  11. e se fosse assim um gajo todo bom tavas incomodada?

    p.s.- estou como anónimo porque não tenho blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse um gajo todo bom achava estranho andar de volta da vida virtual.

      Eliminar
    2. ui, tu achas-te... por essa lógica só os gajos e gajas cagalhotos é que andam na net.
      eu se fosse a ti começava a olhar mais para o lado, olha que podes andar enganada com quem menos esperas...
      quem te avisa teu amigo é

      Eliminar
  12. Que inveja! Serei a única criatura em toda a blogo que não tem uma admiradora secreta perita em línguas?! Deus, que mal fiz eu para não ter quem goste de mim?!
    Abraço cara Uva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou uma admiradora secreta tua. Adoro-te!

      Eliminar
  13. Fala com a Palmier, ela diz-te onde arranjou o capacete novo. Diz que é à prova de tudo. E com o cheiro da tinta, nem dás pelo cheiro a m####!
    Sabes que é por seres gira, não sabes??! ;)

    ResponderEliminar
  14. Há gente muito pequenina, triste e, quem sabe, sozinha com muito tempo livre! Vai daí, acorda um dia com os azeites e pensa 'deixa cá #%#er a cabeça a alguém... e nem tenho que dar a cara, muahahahahahhhhh'!
    Enfim, sem brincadeiras, acompanho vários blogs e, por vezes, pergunto-me se teria 'estômago' para esses atrasados mentais que comentam a blogosfera!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais.
      E ainda se ficassem só aqui pelo meu blog até não fazia mal, mas às vezes vão picar-me noutros sítios e eu isso já acho aborrecido.

      Eliminar
  15. Obrigada Uva! Muito obrigada mesmo por me fazeres ver como falho, dia após dia, nisto de soltar para aí umas palavras toscas naquilo a que se pode chamar de blog. É que nunca, ouviste? NUN-CA tive um anónimo apaixonado por mim a mandar-me um mimo sequer, quanto mai mimos diários.
    Aproveita, mulher que afinal o amor é lindo,pá!
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá-lhes tempo. No início, quando eramos só 3 pessoas, eu de manhã, eu à tarde e eu à noite, a visitar o blog, também ninguém dizia nada. ;)))))

      Eliminar
  16. Sinto-me tentada a criar um blog (já tenho um mas só tem escrito o título), porque eu até sou invejosa e como quero tudo o que as meninas têm, quero fãs assim...
    Pachorraaaaaaaaaaaaaa... :-)

    ResponderEliminar
  17. Olha deve ser a mesma que a partir das 2 da manhã corre os blogs todos e deixa pérolas como não tens vida própria, és uma triste, um zero...e eu pergunto-me (já deixei até essa resposta num comentário que publiquei) quem é que a uma sexta feira à noite às 3 da manhã se dá ao trabalho de passar num blog para deixar um comentário do tipo - és uma merda não vales nada...Acredita é assustador. gente maldosa, ressabiada, que odeia sem conhecer mete-me medo. Acho que gente dessa é mesmo capaz de tudo.

    É ignorar, dar total desprezo e seguir caminho como se tivesses que te desviar de uma poia.

    Bj Uvinha

    ResponderEliminar