10 de outubro de 2015

E o que se faz num dia de chuva?


Nada.
Ficamos a deambular pela casa, a tomar consciência uns dos outros, a ver as coisas que cada um de nós desarrumou, tirou do sítio e não limpou, a ver hoje, e apenas hoje, que a casa tem humidade no inverno, que as janelas já não vedam porra nenhuma, que os sofás estão tapados por alguma razão, que a sala precisa de pintura urgente, que o escritório está a balburdia total, que ter 3 bicicletas estacionadas na casa suburbana não é grande espingarda para a circulação, que no sótão não cabe nem mais uma agulha, que o gato partiu coisas que agora até te fazem falta, que tens os mesmos cortinados há 9 anos, que te sentes triste porque hoje que era para ser um dia feliz é afinal só mais um crash na bolsa das expetativas interiores, que a tua vida não deu a volta e o que na realidade aconteceu naquela sala foi que te deram a volta a ti, e que escreves mais um post no teu blog esconso e sem luz, com a certeza absoluta que devias era dedicar todos os minutos livres que tens na vida a uma espetacular e infalível estratégia de marketing para te venderes como produto de ultima geração a uma empresa qualquer, mesmo sabendo que és só mais um aquecedor a óleo que se mantém na casa cheia de ares condicionados porque podes fazer falta para secar algumas cuecas.
É no fundo aquilo que dizia uma pessoa qualquer dessas que eu conheço, que há alturas na vida, normalmente aquela em que vemos a linha do gráfico a despenhar-se cá em baixo, que por mais que te digam que tens de seguir em frente, que és capaz, que tens méritos a cobrar, que podes sempre seguir por outro caminho, que podes sempre ignorar e fazer o teu trabalhinho, fazer um ano sabático, tirar um curso de inglês, inscreveres-te na viola, ter um filho, emigrar para a Europa ou para o Brasil, e que tal o bluff?, tu sabes muito bem que se tivesses uma chaleira na mão, ela era a única coisa que farias seguir em frente.
Cabum!
E partia esta merda toda.

24 comentários:

  1. Peço desculpa mas acho que te enganaste! É que aqui não vejo nada esconso e sem luz!
    Força, Uvinha!

    Beijos repenicados. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem sido fácil. Entre as coisas do trabalho e as merdinhas do dia-a-dia, credo, só me apetece é fugir. (Não digo ganir que ainda não estou assim tão escanzelada, mas para lá caminho.)

      Eliminar
  2. Todos temos dias, fases assim. Não acontecem por acaso e são tão necessárias como os dias de chuva. Mas há uma coisa que discordo - o teu blog não é esconso: é luminoso, espontâneo e verdadeiro. És tu, Miúda, e eu gosto de te ler. Agora, vamos lá arrebitar e mostrar ao mundo o que vales.

    Um beijinho, Uvinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Misse Smile, não sou afinal nada. Sou somente uma Uva redonda falida, uma Uva maluca-passada, esculpida, trajada, neste blog (e nesta vida), onde o que fica do que passa, é somente a história verdadeira... ou então uma grande farsa.
      Foi a farsa que acabou comigo.

      Eliminar
  3. Não sou ninguém para aconselhar mas também eu tenho essa sensação intercalada por entusiasmos onde percebo que muitas vezes aquilo que queremos não é exactamente aquilo que precisamos. Sensatez misturada com momentos de pura loucura no bom e no mau sentido.
    Pensa que somos giras por isso mesmo.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achas então que é só loucura? Bom, pensando bem prefiro a loucura a estes dias racionais em que se pensa demais para se chegar a lado algum.
      Abraço.

      Eliminar
  4. Uva, Uva, Uva, quem tem um blog assim nada tem a provar a ninguém. Quem escreve com esta paixão, tem de ser uma apaixonada pela vida. Mofo todos temos em dia de chuva, nada que uma lata de tinta não resolva.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sabes a quantidade de vezes que pensei fechar as cortinas. Dar a volta ao barco. Não tive coragem.

      Eliminar
  5. Oh Meu Deus!!! até a mim me doeu!!! Coitado do homem!!! Na terça feira já melhora o tempo!! Vá andar um pouco, é o que vou fazer daqui a bocado!!! Vestimos a nova roupa da estação (se fôr nova melhor)Ahahahha!!!Realmente com chuva estar um dia inteiro em casa também não é para mim!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não despi o pijama. Tou feita uma velha.

      Eliminar
  6. Ops, escrevi um "nova! a mais"!!! Mas percebeu a ideia !

    ResponderEliminar
  7. E ainda dizem que um dia chuvoso não tem utilidade nenhuma...
    Se continuar, amanhã a classe média
    reconhecerá que é ela que está na merda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Classe média? Hahahahahahahahahahahahahaha
      Tirem-me deste filme.
      Farta de ser pobre.

      Eliminar
  8. Por aqui também se reflete, mas com outras expetativas.
    bom fim de senama, Uva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu espero muito que sejam boas perspectivas. Todos os dias penso em ti.

      Eliminar
  9. Concordo com a Be: quem tem um blog assim não precisa de provar nada a ninguém! Tu és mais tu! Mas eu sei que há dias em que não conseguimos ver um palmo à frente do nariz e nesses dias é bom um desconhecido abrir-nos o plano.

    (e é por essa razão comento pela primeira vez!) 😉

    Beijinho,
    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá CSC. Tenho de provar a mim mesma que tudo não passa de um mal entendido e que talvez mais tarde tudo se irá compor. Obrigada pela tua simpatia. Cá abracinho.

      Eliminar
    2. Tenho a certeza que daqui a uns dias quer a chuva quer as nuvens negras já andarão beeeem longe! Abracinho também....

      Eliminar
  10. Malditos dias de chuva que vêm assim de repente e nos trespassam com se de setas se tratassem. Uva, tu és grande e não são uns pinguitos que te vão derrubar. Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Às vezes sabe bem partir esta merda toda, são uns instantes em que nos sentimos leves.
    Boa semana.

    ResponderEliminar