17 de fevereiro de 2015

E depois há umas pessoas que fazem umas coisas

Com a natureza que é a sua, a humana, a natureza criativa e imaginativa, o belo, o louco, o infinito, que ultrapassa (e muito) aquilo que eu faço com as letras.

Dizem que o sonho comanda a vida. 
Concordo.
Mas sonhar só não chega, sonhar só não basta.
É preciso fazer, avançar, enfrentar o medo de não conseguir, de falhar, de não ser reconhecido.
Sonhem sempre, mas não fiquem à espera que a materialização do sonho opere apenas na vossa imaginação.
Fazer é avançar. E eu, a cada sonho que nasce, deste e de muitos outros artistas com quem me cruzo, avanço e cresço.
E sou feliz, e fico contente de encontrar algo belo, algo louco. 
Como eu.
O espanto comanda a (minha) vida.
Porque não me cruzo apenas.
Procuro.


















Créditos da imagem e ARTISTA: Aqui!

14 comentários:

  1. e depois há pessoas que, mesmo não sabendo como esculpir madeira, esculpem muito bem, usando uma ferramenta chamada "palavra", que torneiam, lascam, retiram e sopram em textos introdutórios a obras magníficas, e assim se forma um conjunto harmonioso. Olá, Uva. Lindo dia de sol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há pessoas que fazem coisas muito maravilhosas.
      Cada uma na sua ciência, cada um no seu designío.
      Lindo dia para passar no IKEA... a fazer compras introdutórias ... ao novo espaço profissional.
      A Uva multifacetada dá-lhe forte na decoração de interiores... também.

      Eliminar
  2. Quem não quer, Sonha
    Quem quer, Faz
    O quê?
    Sei lá
    O que for capaz

    (a arte nasce mais do gesto do que do sonho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A arte nasce da imaginação. Sendo um sonho um querer, nada se faz sem sonho!
      Ora toma!

      Eliminar
    2. Gosto de si porque é levezinha
      mas imaginativa...
      Mas atão
      e a transpiração?
      e o trabalho?
      e a persistência
      para repetir o ensaio?
      Com um raio...
      É só ter imaginação
      e depois carregar no botão?

      Eliminar
    3. Hahahahahahahahahahahaha
      JÁ GANHEI O DIA..
      Levezinha cof cof cof... era, antes de casar... tinha 53kg... agora 60kg bem pesados!!

      10% inspiração e 90% transpiração... certo como eu me chamar Uva Passa

      Eliminar
  3. Gostei mt do seu texto.
    Mas esta peça é simplesmente belíssima, se a visse apenas no resultado final, diria que era construída através de um molde, mas com as imagens que mostrou de passo a passo...
    Só me faz concluir que o que é belo leva o seu tempo e exige muito esforço, dedicação e amor. Porque sem amor/emoção nada faz sentido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Minnie! Obrigada.
      A peça é uma das melhores dele, mas não a melhor.
      O homem nasceu para me espantar. Segue o link e espanta-te! Artista mesmo.
      O unico belo que parece que não custou nada é aquele com que nos presenteia a natureza, e no entanto foram precisos muito milhões de anos.

      Eliminar
  4. Absolutamente fascinante.
    Uma escultura, uma sucessão de momentos, a barreira do tempo quebrada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é das tais que gosto muito.
      Em pedra gosto mais, é um material mais difícil, mas madeira também adora e pinho... adoro pinho.
      A Casa dos Pinheiros é a culpada.
      Pinheiro - Pinhas e Pinhões.
      E aqui me tens feliz e contente.

      Eliminar
  5. Não gosto particularmente do resultado final, gosto em bruto sem a tinta mas o processo é fantástico. Quanto às palavras.... é isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Em bruto é mais selvagem, dá um ar menos artificial à peça.
      Concordo, mas gosto do resultado final. Faz lembrar uma amiga que tenho assim pequenita.

      Eliminar
  6. Espetacular! Há pessoas incríveis que fazem coisas incríveis.
    Passemos então do sonho e da imaginação para a realidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passemos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      Tás boa Gaja?????

      Eliminar