21 de junho de 2015

Venham cá que eu trato-vos da saúde!

Publicado originalmente no DESblogue d'Elite

 

Fui solenemente convidada para falar sobre saúde.
Para não fugir muito ao tema, da saúde, achei por bem contemplar temas que fugissem um pouco aquela bitola chata e mal-cheirosa chamada 'dieta' e 'perca de peso em 7 dias' e 'fique feia de magrérrima para a silly season' e 'cheire cocaína com precaução' e essas tretas todas que nos tentam impingir pelos olhos (e por outros orifícios), tentando convencer-nos que há outras formas de emagrecer que não sejam fechar a boca e passar fome de rato.
Caras amigas e caros amigos, aquilo que realmente nos faz perder algum peso, é o tamanho.
O segredo por detrás de uma figura saudável e perfeita é só e apenas o tamanho.
Se estão a pensar no tamanho do órgão sexual, seus depravados, estão certos. Toda a gente sabe que um pénis enorme, daqueles que dá para enrolar às pernas como as sandálias gregas, o hit do verão 2015, é na verdade a única forma natural, sem corantes e sem conservantes, que permite uma perda de peso commme il faut.
Como? A Uva explica.
Experimentem controlar uma piton e depois façam o mesmo exercício com uma reles minhoca.
A piton, enorme, obriga a uma ginástica de braços só comparável à máquina de supino na força máxima.
Controlar uma cobra hirta, queima calorias como quem queima a pedra de chamon. Dá-se ali um calor, e aquilo derrete-se tudo. Derreter calorias é o que todos queremos não é verdade? É. Pois então para quê perder energias a tentar emagrecer com uma coisa pequenina, laganhenta e sem músculo?
Acontece porém, que nem todos têm a sorte de ter uma piton disponível, um músculo razoável, um órgão avantajado, para fazer os seus exercícios. Pobres coitadas.
Bom, regressemos pois ao tamanho e à minhoca.
Há pessoas que não têm a mesma facilidade de emagrecer que outras, isto é, por ironias do destino, a minhoca é a única forma que dispõem para serem saudáveis.
Pois a Uva tem a receita perfeita para atingir os mesmos resultados das que têm uma piton ali à mão de semear.
Comer a minhoca.
A minhoca tem pouquíssimas calorias. Uma minhoca pode ser comparada ao caracol, esse bicho maravilhoso que desliza no orvalho.
Pode não parecer, mas o caracol, neste caso a minhoca, dá curvas a 120, o que na prática emagrece mais dos que uma simples máquina de supino ou uma piton pujante.
Escusam de fazer juízos de valor e considerar este post uma reles e pornográfica forma de perder peso, porque se toda a gente sabe que o tamanho interessa, não entendo porque é que continuam a brincar com coisas sérias.

Créditos da imagem / artista: Pieter Hugo






9 comentários:

  1. Gostei muito do teu blog!
    Se puderes vista o meu e se gostares segue...se seguires deixa comentário :)
    Beijinhos

    http://beautifullsecrets.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Calorias a derreterem devido ao conceito "tamanho" que, afinal, importa mesmo, embora muita gente desdenhe, a exemplo de uma certa raposa que assegurava "estão verdes, não prestam", e toda a gente sabe que as raposas são matreiras, as dietas também, e as calorias pertencem a uma categoria abominável. Concluindo, não há nada mais saudável que a satisfação de se saber estar a otimizar numa posição de dois em um.
    Beijinhos, Menina Uva D'elite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahahah. Agora parecias uma alemã a escrever. Uma frase com mais de 40 palavras!

      Eliminar
  3. Pois, não sei, tudo muito bonito, muito bonito, muito espirituoso, o que é certo é que a menina Uva anda a dedicar-se à publicidade enganosa. Primeiro, foi a "bela pinga", agora é, ah e tal "...trato-vos da saúde". Uma pessoa em esforço, arrasta para aqui as mazelas, na esperança de uma cura milagrosa e depois... não sei quê uma piton, mais não sei quê uma minhoca. Bem, por agora passa. Até porque grave, mas mesmo grave, era aparecer um título a dizer venham cá que hoje há caracóis e depois uma pessoa chegava aqui e deparava-se com a história de uma permanente estilo anos oitenta e quanto à maravilhosa iguaria, nem vê-la. :)
    Beijinhos, Uva e um bom resto de domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queres um post sobre caracóis? Olha que sou capaz disso menina Clau. Os caracóis curam todas as mazelas e mais algumas.
      Publicidade não será. Não recebi um tusto. Com muita pena minha.
      ;)
      Abraço!!!!!!!

      Eliminar
  4. Kórror! Vou fazer um cartaz. imediatamente, a apelar ao direito da minhoca a não ser discriminada. Minhocas e pitons, ambas diferentes, ambas iguais! Minhoca e piton, as duas em bom! Piton e minhoca, ambas cabem na toca! (esta última ficou um niquinho estranha)

    Beijocas, Uvinha. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já apanhei muita minhoca nesta vida Maria. Já tive uma cana de pesca. São boas mas servem para pouco mais do que alimentar os peixes, e sabes que peixes não puxam carroça, ora não é?
      ;)
      Cabem na toca mas uma fica mais à larga.

      Eliminar
  5. Raios. Andamos aflitos, nós homens.

    Após décadas de complacência e paternalismo acabamos convencidos: o tamanho não interessa.
    Afinal, pensávamos, uma debulhadora pequena também amanha o campo. Pode é demorar mais tempo. E tempo é bom. Elas gostam de tempo.

    Agora, após décadas de ilusão, temos de queimar todos os manuais de pedagogia e iniciação dos juvenis. Afinal O Tamanho Importa!

    Ora bolas. O Tempo resolvia-se com trabalho árduo e muito treino. E agora? O Tamanho? Só com injecções e engenhocas. Ou brinquedos.

    Mundo perdido, é o que é.

    (não sei se estamos a falar daquilo que penso estarmos a falar...)

    ResponderEliminar