4 de dezembro de 2015

Da inutilidade

De que servem anos e anos de lutas, de sofrimentos, e disputas, horas e horas de estudos, reuniões, livros e conferências, sobre o lugar da mulher no mundo, se depois da inundação é a ti que te mandam ir buscar o caralho da esfregona? 

4 comentários:

  1. Eu costumo dizer que não faço grande diferença da minha avó materna, que nem ler sabia, continuo sempre a lavar a loiça! :)

    ResponderEliminar
  2. Ao menos que fôssemos buscar o genital da esfregona. Mas é a esfregona, mesmo.

    ResponderEliminar