15 de setembro de 2014

O primeiro dia de aulas

E sim.
A minha filha também foi mascarada de Violeta.
Sim. Eu sei.
Sou uma mãe horrivel, rendida ao marchandising de uma pespenenga qualquer, que mente ao pai, engana a mãe, e canta mal todos os dias.
Descupem-me as leitoras que esperavam para hoje aqui no blog, o outfit completo da miúda para o seu primeiro dia de aulas.
Afinal a minha filha é só mais uma, no meio das outras 300 que lá andavam com as violetas às costas...


14 comentários:

  1. As mochilas das minhas também são da Violetta. O Outfit, hoje, foi diferente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. TODAS as mochilas são da Violeta. Vai ser um sarilho...

      Eliminar
  2. Olá, boa-tarde.
    300 Violetas a multiplicar por todas as escolas, dá um número deveras razoável de um Portugal embelezado por Violetas.
    O que não deixa de ser lindo.
    E exponecialmente agradável para quem as comercializa.
    O que por uma assossiação lógica torna este mundo um local pouco melhor. Voletas felizes e Violeteiros felizes e radiantes.
    Mamãs um pouco preocupadas, como se constata, mas o que é isso para a felicidade dos demais?

    Uma boa semana.
    Corvo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exponencialmente agradável para quem as usa e comercializa e no entanto o reverso da medalha são as mães, coitadas, que sofrem tudo na carteira.
      Mas as meninas vão lindas, como violetas.
      Se tivesse mais violetas na minhas carteira, dessas de 500, era exponencialmente despreocupada com isso.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Em algumas escolas não. Fecharam umas 4 000. Foi um grave golpe para o fornecedor.

      Eliminar
    2. Não necessariamente.
      Não foram para essas escolas que fecharam, foram para outras abertas, o efectivo mantem-se e tudo continua perfeitamente equilibrado.
      Corvo.

      Eliminar
    3. Mas e a natalidade???? Foi prevista??? E a emigração? E o absentismo? Pois, tudo isso são golpes na Violeta, e agora temos as indeminizações à perna.

      Eliminar
  4. Deve ter sido uma Violeta muito feliz, no meio das trinta Violetas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava extasiada (com o colega novo).
      Pois... violetas e borboletas...vai tudo dar ao mesmo!

      Eliminar
  5. No outro dia (e depois de ouvir falar tanto numa Violeta, para mim desconhecida) perguntei à minha filha: "mas quem raio é essa violeta?"
    "é a floribela do meu tempo, só que esta é espanhola, ou mexicana, ou sei lá"
    Pronto. A do "nosso tempo" era made in Portugal, pelo menos. :)

    ResponderEliminar
  6. Há por aí um desafio. Lancei-te. Vai lá ver. Beijos!

    ResponderEliminar