6 de novembro de 2015

Profissão: Dux


Estava totalmente convencida que estes tipos, os Dux, eram assim uma espécie de exemplos a seguir na comunidade escolar. E se calhar até são, que isto para andar 24 anos na Universidade é capaz de custar umas massas. É que transparece que ser Dux é realmente um excelente modo de vida, uma profissão de futuro. Pelo menos guita não lhes falta.

Realmente este país está um autentico pardieiro onde tudo é feito à trouxe-mouxe. Tanta gente a querer estudar e estes brócolos a vegetar nas vagas...

19 comentários:

  1. Olá, Uva,
    Este não conheço, mas , antes dele, já outras figuras deste calibre faziam "gala" da permanência no cargo, quase hereditário, quase como uma monarquia; isto, num país republicano. Nada a fazer, o brilho da "corte" , sabes como é...deslumbra e ofusca. E os livros? Se tivessem desenhos a explicar a matéria!
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mia. Julgava que a partir de certo numero de anos (julgo que 7) se tornavam ilegíveis para continuar a matrícula. Mas este?? 24 matrículas? É de louvar a persistência deste homem...

      Eliminar
  2. Como é possível que seja permitida uma situação destas numa Universidade Pública? Ocupa uma vaga de alguém que quer realmente estudar, custa dinheiro ao Estado, mesmo pagando propinas. Para mim, chumbava dois anos e não se matriculava mais. Estas situações são surreais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há inúmeros casos surreias. Um dia escrevo-te sobre um, verdadeiro, que é de levar as mãos à cabeça.

      Eliminar
  3. Isso mais parece uma ditadura. É tempo de os estudantes porem esse senhor a andar dali para um Psicólogo, porque isso está muito parecido com Síndrome de Estocolmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele é agressor dele próprio. Deve ser difícil ser o mais burro da universidade.

      Eliminar
  4. E tão mal conservado que ele está.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahahahahahahahahahaha os estudos fazem muito mal à pele....

      Eliminar
  5. É melhor ser o maior no reino dos ainda não bem adultos que ser um falhado no mundo real!

    Quando se licenciar pede a reforma, por já não estar com uma idade que lhe permita entrar no mercado de trabalho...

    ...ou então vai para primeiro-ministro!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando se licenciar pede a reforma hahahahahahahahaha

      Eliminar
  6. Tanto estudo tem dado conta do senhor, parece mais ter 62 do que 42 anos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tem a gravata preta. Está pronto para ser enterrado. Dali vai direto para o cemitério. Porque está visto que só morto o tiram de lá!!

      Eliminar
  7. Só não sei como não prescreve sucessivamente :/
    Ou se calhar prescreve e, mais uma vez, "a culpa é do sistema".
    Não sei, porque não li a notícia :P
    Eu morria, tantos anos a tirar um curso. Já bem me basta os que estou a levar. No caso desse senhor, já teria lançado tudo ao ar e fazer-me à vida, que é como quem diz, ir trabalhar a sério Hehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele deve ser uma espécie de administrativo que paga para trabalhar. vê-se muito nos estagiários...

      Eliminar
  8. A culpa, não pode morrer solteira, e é das Universidades, como permitem uma aberração dessas, por lá 24 anos? Quanto a mim, o defeito é da Universidade, não prima pela qualidade de ensino.

    Quem sustenta esse bróculo? Com cara de gaseado.

    ResponderEliminar
  9. E eu que entrei em Coimbra e não pude ir para lá estudar porque era demasiado caro..!
    Quantos na mesma situação que eu... e anda o Estado a pagar para manter lá um assim (dá sempre gastos)?!

    Depois de um certo número de anos não deveria ser considerado "demasiado burro para o curso" ou algo do género?! É que chumbar 24 anos seguidos é dose!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demasiado burros somos nós que não fazemos nada perante este comodismo do sistema.

      Eliminar
  10. Talvez ele tenha tido de congelar matrículas ou perdido anos para trabalhar ou para ajudar familiares, não sei...

    ResponderEliminar